Paróquia Cristo Rei

“Pela presente havemos por bem criar um curato no território da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida de Passo Fundo desta diocese, o qual se dominará “Curato do Sagrado Coração de Jesus do Alto Jacuhy” e terá por sede o povoado vulgarmente chamado Não Me Toque”.

Nele, o Senhor bispo dá os limites deste curato: partindo da foz do Arroio Grande vai margeando este até a barra do rio Pinheirinho, seguindo por ele até o Campo, dali, segue em direção norte acompanhando a sombra do mato até o ponto onde o rio Cotovelo entra no mato, dali em linha reta até o rio Colorado entra no mato, descendo por esse rio até a barra do Arroio Quebra-dentes, subindo por este até a estrada que vai para São José do Pessegueiro e acompanhando essa estrada até o ponto que entra no mato e dali pela sombra do mesmo mato até encontrar o rio Jacuhy e por este descendo até a foz do Arroio Grande.

É um território enorme. Basta dizer que hoje nesse território se acham as paróquias de Selbach, Não Me Toque, Victor Graeff, parte de Ernestina e parte de Colorado.

1914 Maio
Os primeiros registros.

O primeiro cura foi o padre José Junges que foi nomeado por provisão datada de 23 de maio de 1914 e, quem lhe deu a posse foi o padre Valentin Rumpel, no dia 24 de maio de 1914, durante a missa das 10:30h.

(Este histórico foi elaborado a partir dos registros no Livro Tombo).

(Dom Miguel de Lima Valverde, Bispo de Santa Maria –RS. A data deste documento é de 16 de maio de 1914).

O Padre José Junges deixou esta nota no livro tombo: “o trabalho nas capelas é tão múltiplo e considerando que são tantas as capelas e comunidades de diversas nacionalidades e línguas e os frequentes chamados para doentes interrompendo muitas vezes esses trabalhos necessários, não é de estranhar que o vigário de compleição fraca, restringido de talentos e aptidões, tenha a sensação de quem está se submergindo debaixo de enormes massas de água, e por mais que lute, consegue conservar-se à tona”. (Alto Jacuhy, 9 de março de 1916).

1916

Em 1916 o Padre José Junges visitou as seguintes comunidades: Nossa Senhora do Rosário, Tapera, São Tiago de Coronel Selbach, Barra do Colorado, Bela Vista, São José de Gerisa, Linha Glória, Cochinho, Jacuhy, Ernestina, Engenho Grande, São João do Gramado, Boa Esperança e diversos lugares chamados Santo Antônio, Nova Trípoli, Barra do Padre.

1917

Durante o ano de 1917 o Curato ficou sem cura. Mas a pedido do bispo de Santa Maria/RS vieram diversos padres de fora para cuidar da vida espiritual dos católicos esparramados nesses rincões. Encontramos o Padre Francisco Xavier Ilefel S.J, o Padre Teodoro Amstad S.J. e o Padre Rafael Lop P.S.M.

1918 Junho

Em 14 de junho de 1918, vieram a Não Me Toque dois Padres franciscanos: Frei Bruno Linden, OFM, como cura e seu coadjutor Frei Boaventura Klemmer, porém foram morar em Tapera. Ficaram admirados que o Padre José Junges pôde cuidar sozinho de um curato tão extenso e estranharam que aconteciam muitos casamentos mistos.

Já em 1918 receberam reforço. Veio mais um frei para ajudar. Era Frei Calisto Fruet.

1919 Fevereiro/Março
A primeira Paróquia

No Curato do Alto Jacuhy foi criada a primeira paróquia: a 27 de fevereiro de 1919, com sede em Não Me Toque, era a Paróquia Sagrado Coração de Jesus e seu primeiro pároco foi Frei Bruno Linder, da Ordem dos Frades Menores (OFM).

E o senhor Bispo de Santa Maria, Dom Miguel de Lima Valverde fez sua primeira visita pastoral à nova paróquia no dia 14 de março de 1919 deixando esta mensagem: “Primeiro os franciscanos se empenhem no bem das almas. Segundo, nas escolas católicas as aulas sejam em língua vernácula. Terceiro, os padres promovam a concórdia e a união dos espíritos”.

Com referência ao ano de 1919 o livro Tombo diz: Graças a Deus tiveram bom resultado os trabalhos na vinha do Senhor. Receberam a Primeira Comunhão nas capelas: Alto Jacuhy, 13 crianças, Glória 19, Dona Ernestina 21, Gramado 25, Teutônia 19, Selbach 34, Nova Trípoli 19, Cochinho 17, Geriza 20, Garibaldi 34, Boa Esperança 28, Arroio Grande 11. Foram visitados 99 enfermos; foram batizados 690 crianças, houve 99 casamentos.

1921-1924

Em 1921, veio mais um frei: Frei Raimundo Bauer e em 1924 chegou Frei Paulino Fingel. A 19 de março tomou posse como Pároco Frei Policarpo Schuken.

Em 1923, foram fundados, em Não-Me-Toque e em Passo Fundo, colégios em regime de internato e externato. Desde então, mais de 40 escolas foram criadas no Brasil, principalmente na primeira metade do século XX. Esse dado evidencia o compromisso com a missão vislumbrada pela mãe espiritual da Congregação, Santa Júlia Billiart – que respondeu, de forma ousada e profética, às necessidades de seu tempo, pois, em um contexto marcado pelas consequências da Revolução Francesa, lançou, na Bélgica, em 1804, as sementes de uma congregação dedicada à educação e à evangelização.

1928-1929

Em 1928 vieram Frei Dimas Wolf e Frei Jacinto Blesing. Em janeiro de 1929, Frei Boaventura foi transferido e ocupou seu lugar Frei Ângelo Topheide.

Enfim o curato ou Paróquia do Alto Jacuhy começou a diminuir. Foi quando criaram a Paróquia de Boa Esperança, tirando um território de Alto Jacuhy e outro território de Carazinho/RS.

1930-1932
A Paróquia Cristo Rei

No dia 3 de fevereiro de 1932 esteve em Não Me Toque o novo Bispo de Santa Maria, Dom Antônio Reis. Visitou a nova Igreja Matriz em construção e as Irmãs de Nossa Senhora na Escola São José e no Hospital Sagrada Família – (Atualmente Hospital Alto Jacuí).

Quanto a construção da Igreja Matriz de Não Me Toque, houve uma grande luta. Começaram os alicerces em outubro de 1925, mas por falta de dinheiro e pela desunião do povo, ficaram somente nos alicerces até que um vendaval derrubou o telhado da velha igreja de madeira em novembro de 1930. Assim, em 30 de janeiro de 1931 recomeçaram os trabalhos da construção e a 15 de março de 1931, Frei Policarpo pode benzer a igreja quase pronta que já podia ser usada para a celebração da Missa. Concluída a nova matriz a 30 de outubro de 1932, na festa de Cristo Rei, foi solenemente benta pelo Bispo Dom Antônio Reis. Na ocasião trocou-se o nome da Paróquia, passando a ser Paróquia Cristo Rei.

 

Ainda no ano de 1931, Frei Jacinto foi transferido e em seu lugar veio Frei Bartolomeu Meurer. Em 4 de janeiro de 1932, Frei Policarpo foi transferido para Santa Catarina, então, tomou posse como pároco Frei Menandro Kamps com a obrigação de morar em Não Me Toque junto com o coadjutor Frei Bartolomeu Meurer.

No dia 8 de junho de 1932 foi benta a capela do hospital Sagrada Família e entregue às Irmãs de Nossa Senhora.

A 29 de outubro de 1932, Dom Antônio Reis fez sua primeira visita pastoral a Não Me Toque. Uma grande caravana foi receber o bispo na estação ferroviária de Carazinho. No dia 30 de outubro, festa de Cristo Rei, foi feita a solene consagração da matriz nova sob nome de Igreja de Cristo Rei.

O grande Curato foi diminuindo, pois no dia 2 de novembro de 1932 foi criada a Paróquia de Nossa Senhora da Pompéia de Tapera/RS, contudo, Selbach que fica do outro lado de Tapera, ficou pertencendo a Não Me Toque.

1934

Em 1934, Frei Menandro Kamps foi transferido e Frei Bartolomeu Meurer sendo pároco e seu coadjutor Frei Raimundo Ilolte.

1935-1938

Dia 8 de setembro de 1935, houve em Não Me Toque a primeira ordenação sacerdotal. Frei Ilimmler celebrou sua primeira missa festiva a 15 de setembro de 1935. Em janeiro de 1937, Frei Raimundo foi transferido e para substitui-lo chegou Frei Marcelino Schwarz.

Em 28 de dezembro de 1937 foi nomeado um novo pároco na pessoa de Frei Germano José Fischer. Em janeiro de 1938, Frei Marcelino foi transferido e em seu lugar veio Frei Adolfo Schneider.

A paróquia de Não Me Toque diminuiu mais: em 21 de janeiro de 1938 foi criada a paróquia São Tiago de Selbach.

1939 - 1940

Em fins de 1939 veio morar em Não Me Toque, Frei Fidêncio IIuffbang, veio para aprender a falar o português.

Em 1939 celebraram a missa do Galo às 5h, como protesto, porque nos outros anos aconteceram muitos absurdos, depois da missa do galo que era sempre a meia-noite.

 

Em 31 de janeiro de 1940 tomou posse um novo pároco na pessoa de Frei Pio Foecker ajudado por Frei Filóteo Vollmer.

1942-1943
Visita de Monsenhor Paschoal Librelolto

Em 1942, no dia 1 de novembro ao dia 5, fez visita pastoral, em nome do Bispo, o Monsenhor Paschoal Librelolto. Está anotado no livro Tombo: “se o visitador Mons. Paschoal elogia o clero e o povo da paróquia, este elogio o merece em primeiro lugar o próprio visitador, pelo trabalho exaustivo a que se submeteu e pelo modo bondoso como tratou a todos. Fica aqui consignado um voto de sincera gratidão ao Mons. Paschoal, por sua visita verdadeiramente apostólica, que acaba de fazer a esta Paróquia”.

O movimento religioso de 1943 é o seguinte: 349 batizados, 77 casamentos, 15 mil comunhões, 254 primeiras eucaristias, 54 chamadas aos doentes.

1944
Província Franciscana de São Paulo <br>retira-se do Rio Grande do Sul

Nos fins de 1944 a Província Franciscana de São Paulo, resolveu retirar-se do Estado do Rio Grande do Sul. Não recebia mais reforço da Alemanha, por isso entregaram estas paróquias do Sul aos Franciscanos Holandeses.

A diocese de Santa Maria resolveu entregar as paróquias de Tapera e Selbach ao clero diocesano e só Não Me Toque ficaria com os Franciscanos. Foi nomeado como pároco Frei Olímpio Reichert, natural do Município de Lajeado/RS e membro do Comissariado Franciscano de Minas Gerais da Província Franciscana Holandesa. Como seu coadjutor foi marcado Frei Roberto que devia aprender o português. Ficou pouco tempo.

1945
Fundação Escola São Francisco Solano

Frei Olímpio tomou posse da paróquia de Não Me Toque a 28 de janeiro de 1945, logo percebeu a hegemonia protestante na vida social e iniciou uma guerra odiosa. Começou pela juventude. Havia nas redondezas da cidade um terreno que era da Mitra de Santa Maria. Dom Antônio Reis o confiou aos franciscanos e Frei Olímpio abriu ali uma escola com o nome de São Francisco Solano.

Ele mesmo dava aula junto com o professor Luís Hansen. Era só para meninos, pois as meninas podiam frequentar o Colégio São José, dirigido pelas irmãs de Nossa Senhora (Notre Dame).

Em 1945 foram inauguradas as capelas em Posse Gonçalves – Posse Muller, hoje na Paróquia de Victor Graeff. Começou a construção de uma nova Igreja em Cochinho

1946

Em 1946 reformou a capela de São João do Gramado. Neste ano esteve em Não Me Toque o senhor Bispo Dom Antônio Reis para ver de perto os trabalhos na escola São Francisco Solano.

No ano de 1946 começou o movimento para criar uma nova Paróquia em Ernestina

1947

No dia 25 de novembro de 1947, Dom Antônio Reis começou sua visita pastoral à Paróquia de Não Me Toque. No dia seguinte visitou a capela de Linha Glória, onde crismou 66 pessoas e na capela Nossa Senhora da Conceição em Jacuí, na qual crismou 56 pessoas. Visitou também, a capela Imaculado Coração de Maria em Cochinho. Aí louvou os sócios da capela que construíram uma Igreja nova de material e fez 56 crismas.

No dia 27, pela manhã, visitou a capela de São José do Centro, dedicada a Nossa Senhora do Rosário, onde crismou 117 pessoas. A tarde fez visita a capela São Francisco de Assis, após foi a Vila Ernestina. No dia 28 de novembro visitou a capela que em breve seria elevada à categoria de paróquia. Ali falou sobre a união e o amor que devem animar os cristãos. Indicou o material que deviam comprar para que sua capela pudesse ser elevada. Orientou a comunidade a construir a casa paroquial com toda a mobília necessária. Ai foram crismados 110 pessoas.

Daí o Bispo voltou a capela São Francisco de Assis onde crismou 105 pessoas. No dia 28, à tarde, visitou a capela Nossa Senhora Aparecida e crismou 147 pessoas.

No dia 29 de novembro pela manhã visitou a capela São Miguel, em Bom Sucesso, onde crismou 127 pessoas, depois foi a vez da capela de São João do Gramado na qual crismou 144 pessoas. À tarde desse mesmo dia crismou 327 pessoas na igreja matriz de Não Me Toque.

O domingo, 30 de novembro foi um grande dia para Não Me Toque. Veio gente de todos os recantos da Paróquia para assistir à ordenação sacerdotal de dois novos padres. Um, filho de Não Me Toque: Jerônimo Wilibibaldo Martini e o outo é de Carazinho, Jacó Stein. Esta missa pontifical foi abrilhantada pelo coral dos alunos dos franciscanos de Taquari/RS

Em abril de 1947 chegaram aqui dois padres: Frei Sebastião Jans para trabalhar como coadjutor da Paróquia e Frei Marcolino Melis para dirigir a escola Solano.

1948

Aos 6 dias do mês de agosto de 1948 foi formada uma comissão para ajudar na fundação do bispado em Passo Fundo/RS.

Nos fins do ano de 1948 a diretoria da Igreja Evangélica se apoderou do hospital e expulsou as irmãs de lá. Então a Paróquia formou uma comissão para tratar de um novo hospital. Esta comissão era encabeçada pelo Dr. Oto Stahl e, em 1949, os operários já começaram a construção onde está hoje o Hospital de Caridade. Em 1 de dezembro, nem estavam prontos com a limpeza, quando chegaram os primeiro doentes. Isto tudo foi possível graças a bondade de Dona Vilma, esposa do Dr. Oto Stahl e das famílias Reichert.

1949-1950

Em 1949 o Sr. Luís Reichert doou à Mitra um terreno, na atual vila Santo Antônio, para ali ser construída uma capela em honra de Santo Antônio. No final de 1949, os operários que trabalhavam na construção do hospital foram construir a escola São Francisco Solano e, em março de 1950, Bispo Dom Antônio veio abençoar o prédio da escola sob a direção de Frei Ildefonso Wouters, ajudado por Frei Marcolino e Frei André, pelos professores Luís Hansen, Benedito Espanha e Hildo Danieli.

A Paróquia de Não Me Toque diminuiu bastante quando foi criada a Paróquia São José de Ernestina, por um decreto de Dom Antônio Reis em 26 de abril de 1950.

Durante o ano de 1950, em conformidade com o Bispo diocesano o povo foi avisado, na matriz e nas capelas, que no dia 1º de janeiro de 1951, em diante, a paróquia não aceitaria mais casamentos mistos. Isto se fazia em vista dos múltiplos desastres familiares. A alegação para tal foi que os jovens, antigamente, recebiam uma educação bastante cristã, mas nos últimos tempos não era mais assim.

1951-1953

No dia 22 de julho de 1951 aconteceu a posse de Dom Cláudio Colling como Bispo de Passo Fundo. Em janeiro de 1953, Frei Olimpio Reichert foi transferido para ser Pároco na Cidade de Agudo/RS, diocese de Cachoeira do Sul. Em seu lugar tomou posse como pároco Frei Gustavo Driessen, que já trabalhava aqui em 1953, tendo como seu coadjutor Frei Lucas Corbelini.

Em 1953 começaram também a rezar missas vespertinas aos domingos e dias Santos. Na Colônia Vargas foi inaugurada uma nova capela em honra de Nossa Senhora de Fátima no dia 30 de março de 1953.

Em 17 de maio de 1953 foi inaugurada a nova capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro na Linha Saudades.

Dom Cláudio, fez sua primeira visita pastoral a Não Me Toque nos dia 16 à 20 de junho de 1953. Visitou as Irmãs do Hospital e celebrou uma missa com elas. Os alunos e professores do Ginásio São Francisco Solano fizeram uma festa para ele, à noite, no dia 19 e no dia 20 celebrou missa com eles.

As visitas ás capelas eram sempre feitas a cavalo. Mas em 1953 resolveram arrumar um Jeep de segunda mão, mas que se encontrava em perfeito estado.

“É difícil trabalhar com a Ação Católica porque ninguém quer assumir compromisso. No entanto, começamos com um grupinho de senhoras, que andaram com a capelinha de Nossa Senhora visitando as famílias”.

“Terminada a construção da casa canônica, começas a construir um salão para as festas. Os sócios da comunidade se ofereceram a trabalhar de graça, assim a construção do salão paroquial saiu mais barato”.

 O povo do Rincão Doce possuía uma capela longe do povoado. Queriam uma igreja dentro do povo. Construíram esta capela, que foi dedicada a Nossa Senhora das Graças, no dia 19 de setembro de 1953.

1954

No primeiro domingo de janeiro de 1954, depois da missa, o Pároco fez uma reunião com o povo da paróquia e explicou a situação miserável em que se achava a casa canônica. Todos acharam necessário construir um casa. O Bispo Dom Cláudio marcou o lugar e os pedreiros começaram logo os trabalhos. A casa foi inaugurada a 1º de agosto do mesmo ano.

1955

No dia 8 de dezembro realizou-se uma procissão da cidade até a capela de Nossa Senhora da Conceição, Vila Fogo, terminando com a Missa. Durante o ano de 1953 várias vilas do Rio Grande do Sul pretendiam emancipar-se. Em novembro houve um plebiscito que foi declarado inconstitucional. Mas em 1955 foi resolvido o problema e Não Me Toque, a 20 de fevereiro, elegeu seu primeiro prefeito e seus vereadores.

A 1º de março de 1955 pelas 17 horas chegou aqui acompanhado pelo Bispo diocesano Dom Cláudio, o senhor núncio apostólico Dom Armando Lombardi que foi saudado pelo senhor Madar Piva. Daqui ele foi a Carazinho.

1956

Em 5 de março de 1956, Frei Lucas Corbelini foi transferido para Taquari/RS e veio em seu lugar Frei Otávio Reichert como coadjutor.

A 23 de maio de 1956 o senhor Bispo Dom Cláudio começou uma visita pastoral à Paróquia de Cristo Rei. No dia 24 de maio, visitou a capela de São Lourenço onde realizou 19 crismas, São Valentim com 43 crismas, Nossa Senhora das Graças com 42, Nossa Senhora Aparecida com 37, São José da Glória com 42, São José do Centro com 87 e Nossa Senhora de Fátima com 32 crismas.

No dia 25 de maio visitou a capela de Linha Glória, realizando 44 crismas, Linha Jacuí com 67, São Pedro com 71, São José do Umbu com 46, Cochinho com 35, Nossa Senhora da Conceição com 27 e Vila Seca também com 27 crismas.

No dia 26 de maio celebrou missa na Matriz depois visitou a capela de Colônia Saudades com 28 crismas, Bom Sucesso com 80, São João do Gramado com 45, Linha Gramado com 45 e Arroio Bonito com 11 crismas.

No dia 27, Dom Cláudio celebrou a missa na Matriz e à tarde crismou 234 pessoas.

1956 - 1960

Em agosto de 1956, Frei Gustavo partiu de férias para Holanda e quem o substituiu foi o Frei Ivo Kuhn, por alguns meses.

No primeiro domingo de maio de 1958 foi inaugurada a gruta Nossa Senhora de Lurdes que fica pra baixo do hospital de Caridade num terreno doado à Paróquia pelo Dr. Otto Sthal.

Em 1959 foi fundada, em Carazinho, a Paróquia Nossa Senhora da Glória que tirou de Não Me Toque as capelas de São Valentim, Nossa Senhora do Carmo e Nossa Senhora Aparecida.

Foi construída a capela Santo Antônio perto do ginásio São Francisco Solano, onde aos domingos e dias santos um padre do ginásio ia rezar missa.

Frei Gustavo foi Transferido para Agudo/RS e no dia 26 de janeiro de 1960, tomou posse como pároco o Frei Otávio Reichert.

Houve visita pastoral de Dom Cláudio Colling do dia 27 a dia 30 de março de 1960. Ele crismou 1.280 pessoas.

Aos 7 de setembro de 1960 veio o coadjutor Frei Batista Steffens.

1962-1963

Em 1962 começou o movimento familiar cristão com a esperança de recristianizar as famílias. E o Frei Batista trabalhou muito para a Frente Agrária Gaúcha.

A 21 de abril de 1962 foi inaugurada a capela na Vila Jardim, construída pelos Vicentinos da Paróquia. Por isso o nome do padroeiro São Vicente de Paulo.

Em junho de 1962 iniciou-se a construção de um novo salão paroquial especialmente destinado aos esportes da juventude católica. Para isto foi feita uma coleta de soja em toda a Paróquia. “Este salão deu muita dor de cabeça”.

Em julho de 1962 veio Frei Irineu Van Tongeren para ser coadjutor, em lugar de Frei Batista Steffens, que foi transferido para Agudo/RS. Ficou pouco tempo.

A 7 de setembro de 1963, Dom Cláudio visitou a Paróquia e crismou 1.098 pessoas.

1965

A 17 de janeiro de 1965 tomou posse como pároco Frei Lino Kunz. Desde logo notou a frieza dos nossos católicos, que era ocasionada pela mistura das diversas religiões que a população desta paróquia professava.

20 de agosto de 1965,  exatamente às 20h da noite, começa a cair neve em Não Me Toque. Apenas para de cair às 15h do dia seguinte.

A partir do dia 7 de março iniciou-se a celebração da missa em português e com o celebrante de frente para os fiéis. Povo aceitou de bom coração.

1966 - 1970

A 20 de março de 1966 tomou posse como pároco Frei Gaspar Schnorrenberger, ajudado por Frei Anselmo Arenhart.

Dia 7 de maio de 1967 tomou posse como pároco Frei Donato Sehn, Frei Gaspar foi transferido para Cidade de Três Passos/RS.

No dia 6 de janeiro de 1968 houve a ordenação sacerdotal de Frei Benício Warken, filho do professor Aloísio Warken e Dona Rosa.

O velho salão paroquial estava em péssimo estado. Por isso, foi derrubado e no dia 11 de junho de 1969 começou a construção de um novo salão paroquial. Foi inaugurado na festa de Cristo Rei, em 26 de outubro de 1969.

No começo do ano de 1970 os franciscanos entregaram o ginásio São Francisco Solano à comunidade paroquial e o colégio São José das Irmãs começou com o curso ginasial.

1971

Dia 26 de fevereiro de 1971 foi ordenado diácono o Sr. Romano Danieli, na capela de Rincão Doce.

Durante o ano de 1971 foram inauguradas novas capelas de São José do Umbu e São José da Glória, atualmente Paróquia de Victor Graeff.

Durante o ano de 1971 pregaram missões populares na Paróquia os Freis: Lino Kunz, Bernardo Dupont, Nelson Muller e Evaldo Teipel. As missões foram encerradas no domingo de Ramos com a presença do Bispo Dom Cláudio.

1972 - 1973

Dia 1 de junho de 1972 foi instalado na casa paroquial um telefone e o primeiro telefonema foi dirigido ao padre João Gheno pároco do Bom Jesus em Carazinho.

A 13 de outubro de 1972 a Paróquia recebeu um novo coadjutor, Frei Pedro Geremaro Melz.

A visita pastoral aconteceu entre 9 a 18 de setembro de 1973, quando aconteceram 72 crismas.

No dia 18 de fevereiro de 1973 celebrou, aqui, a sua primeira missa solene o padre Alberto Urban, juntamente com sua família. Era irmão Marista e foi ordenado sacerdote no Acre.

A 20 de dezembro de 1973, Dom Cláudio conferiu a ordenação sacerdotal a dois irmãos Blasidio e Marino Muller, ambos filhos de Não Me Toque. A ordenação foi de manhã e à noite os dois neo sacerdotes celebraram a sua primeira missa junto com diversos sacerdotes. Eles pertenciam a Congregação dos Servos da Caridade.

Outro sacerdote nãometoquense é Padre Atanásio Schwarz. Foi ordenado fora daqui, mas veio celebrar sua primeira missa com seus parentes no dia 8 de dezembro de 1973, também ele Servo da Caridade.

1974

Depois de trabalhar aqui 8 anos, Frei Donato foi transferido para Cidade de Três Passos no dia 17 de fevereiro de 1974, e em seu lugar veio Frei Arno Heck.

A 23 de março de 1974 foram nomeadas as primeiras Ministras Extraordinárias da Eucaristia na Paróquia. Eram Maria Adélia Bordignon e Lea Stedens

1975

Frei Arno Heck ficou pouco tempo em Não Me Toque, foi transferido e em seu lugar veio Frei Mauro Brancher, em 9 de fevereiro de 1975.

Em junho de 1975, Frei Geremaro Melz foi transferido para a Cidade de Chiapeta/RS e em seu lugar veio Frei Plínio Maldaner.

O Governo Federal queria mudar o nome desta Cidade para Campo Real. Houve muita revolta. Enfim o Governo pediu que o povo escolhesse. Dia 10 de agosto todos votaram Não Me Toque é seu nome.

Em São José do Centro foi preciso mudar a capela Nossa Senhora do Rosário. Um povoado se formou acima do morro, longe da antiga capela. Houve muitas e diversas reações. Enfim resolvido, que o lugar da capela seria no povoado. Foi construída ao lado do salão de festas. Mas houve gente que não se conformou. Queriam mais uma capela. Frei Plínio deu apoio e foi construída a nova capela de São João Batista, dois quilômetros fora do povoado.

Nos livros da Paróquia não consta quando estas capelas foram inauguradas.

1978 - 1980

Em 1978, Frei Plínio foi transferido para Três Passos e em seu lugar veio Frei Adriano Van Vught.

Dia 4 de março de 1978 foi inaugurada a nova capela de Colônia Saudades, dedicada a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

No dia 5 de janeiro de 1980 tomou posse como pároco Frei Adriano Van Vught e quem lhe deu posse foi o cônego Raimundo Damin, que agradeceu ao Frei Mauro que trabalhou por 5 anos em Não Me Toque.

Dentro das comemorações dos 25 anos da emancipação do município de Não Me Toque teve lugar nas dependências da paróquia com uma olimpíada, promovida pelos holandeses. Foi um encontro de confraternização e entrosamento das diversas colônias de holandeses no Sul do Brasil. Seis colônias se fizeram presentes num total de 600 participantes.

1981

A 25 de janeiro de 1981, tomou posse como pároco Frei Lucas Corbellini na presença do Cônego Raimundo Damin, Frei Adriano foi transferido para Porto Alegre/RS.

Dia 25 de março de 1981 a Paróquia adquiriu, na Vila Industrial, um terreno para lá construir a capela de São Cristóvão. Também Frei Luduvico Froelich foi transferido daqui e chegou Frei Osmar Mallmann.

Por ocasião da profissão perpétua de Frei Sérgio Göergen, na ordem franciscana, houve em Posse São Miguel um tríduo tratando especialmente sobre as vocações sacerdotais e religiosas. Posse São Miguel é o lugar de origem de Frei Sérgio, hoje capela Santa Ana.

Dia 29 de outubro esteve em Não Me Toque o Sr. Bispo Dom Cláudio para se despedir do seu povo, pois foi nomeado arcebispo de Porto Alegre/RS.

A 16 de novembro de 1981 cometeu-se um crime contra Nossa Senhora, que estava na gruta abaixo do hospital de caridade. Amarram a imagem e a arrastaram por 70 metros que vai à Vila Industrial. No entanto, a imagem não se quebrou, sofreu só uns arranhões. Devido a este fato, puseram uma grade na entrada da gruta.

1982

De 9 a 20 de agosto de 1982 foi retirado o assoalho de madeira da Igreja matriz e colocadas lajotas brancas.

De 3 a 7 de novembro de 1982, Dom Urbano Allgayer fez sua primeira visita pastoral a paróquia de Não Me Toque. Em todas as comunidades permaneceu por duas horas, reunindo lideranças para estudar a situação e os problemas de cada uma. Em toda parte encontrou bastante fervor religioso.

1983

A 19 de fevereiro de 1983, Frei Lucas foi transferido e o seu coadjutor Frei Osmar Mallmann assumiu a paróquia como pároco.

A 26 de fevereiro de 1983 chegou Frei Pedro Tarelli para ajudar na paróquia mas permaneceu por poucos meses, pois em junho, voltou ao seu trabalho que é capelão militar, no Rio de Janeiro.

Neste ano de 1983, quem ajudou na Semana Santa foi Frei Mauro Brancher, diretor do Seminário Franciscano de Três Passos e antigo pároco.

Em 15 de abril de 1983 chegou novamente Frei Arno Heck, porém apenas alguns dias ajudou na Paróquia.

Dia 7 de junho de 1983 veio de Passo Fundo, Frei Luis Armando Beck para também auxiliar por alguns dias a Paróquia.

Dia 15 de junho de 1983 chegou também Frei Jorge Hartmann para ajudar por alguns dias.

Chegou, enfim, um coadjutor, Frei Lírio Hartmann, no dia 29 de julho de 1983.

Dia 16 de agosto morreu, em Passo Fundo, o padre Alberto Urban, missionário no Acre. Foi enterrado em Não Me Toque, uma vez que seus parentes moram aqui.

A 11 de dezembro de 1983, Dom Urbano veio visitar a Paróquia e crismar os jovens. A cerimônia foi no salão de festas, numa única celebração.

A 27 de dezembro de 1983 chegou o novo vigário. É Frei Gregório Wolfkamp. Frei Lírio foi transferido para Panambi/RS.

1984

No mês de agosto de 1984 começaram a rezar missa na Vila Viau, uma vez por mês. “Lá ganhamos um terreno para construir a Igreja, terreno doado por Dona Julia da Silva, Frei Gregório vai se empenhar nisto. A Igreja será dedicada a São Francisco de Assis.

Dia 19 de outubro de 1984 chegou aqui Frei Gervásio Muttoni para ajudar a preparar a festa de Cristo Rei. Ele aproveitou para pedir trigo e soja para ajudar na sustentação dos seminaristas nos seminários.

A 18 de novembro de 1984, Dom Urbano crismou 540 jovens, no salão de festas.

Dia 25 de novembro de 1984 foi enfim criada uma nova Paróquia a de Victor Graeff sob o título de Imaculado Coração de Maria.

1985

Dia 13 de maio a paróquia começou a se organizar, a fim de construir um centro de pastoral com salas para as diversas classes ao mesmo tempo. Dia 19 de agosto de 1985 às máquinas começara a nivelar o terreno.

Dia 11 de setembro de 1985, Dom Urbano fez a sua segunda visita pastoral. Ele deixou escrito: “Constatei que as capelas do meio rural estão sendo bem atendidas. Já a cidade sofre os impactos do rápido crescimento, do pluralismo, invasão de seitas e pobreza nas vilas... Não Me Toque é uma paróquia complexa. Existem diversas etnias, lusos, alemães, italianos, holandeses e poloneses”.

A 29 de setembro de 1985, Frei Osmar, com alguns membros, foram a Caxias do Sul/RS para buscar a imagem de São Francisco de Assis, que foi colocada na gruta ao lado da Igreja Cristo Rei.

Na festa de Cristo Rei, a 6 de outubro de 1985, depois da missa, foi lançada a pedra fundamental do Centro de Catequese. Estavam presentes os Freis André Grings, Arno Guaragni, Anselmo Arenhart e Gervásio Muttoni.

1986 - 1989

Dia 25 de maio de 1986 começaram com o movimento da CEBs na Vila Jardim.

A 13 de julho de 1986 foi inaugurado o primeiro andar do centro de catequese.

Dia 9 de agosto de 1987 foi inaugurada a capela na Vila Industrial consagrada a São Cristóvão.

Frei Gregório estava, ultimamente, se mostrando esgotado. Por isto a 10 de novembro de 1987, Frei Isidro começou a trabalhar em Não Me Toque como vigário.

A 5 de dezembro de 1987, Dom Urbano crismou 157 jovens.

Em 9 de setembro de 1988, faleceu Frei Anselmo que trabalhou aqui por 16 anos. Morreu no hospital de Carazinho.

Dia 11 de maio de 1989, Frei Lino Kunz voltou a trabalhar aqui na Paróquia como vigário.

No fim de 1989, Frei Osmar começou a sentir seu coração fraco e foi fazer um repouso e consultar médico em Porto Alegre. Não Me Toque perderia, mais tarde um grande líder.

1990

Dia 1º de janeiro de 1990, na presença de Dom Urbano, tomou posse como pároco Frei Lino e como vigário Frei Marcelo Traesel.

Na festa de Pentecostes, depois da missa, começaram a dar cursos de catequese para adultos. Pois aqui havia muita gente que veio do interior e de diversos municípios para procurar emprego nas fábricas e nas cooperativas.

Dom Urbano Allgayer este na Paróquia nos dias 19 à 21 de outubro de 1990 para administrar o sacramento da crisma.

Frei Lino permaneceu como pároco, por um só ano, em 1990. No final ele escreveu no livro Tombo seu parecer sobre a Paróquia. “Das prioridades da pastoral de toda a diocese, na paróquia de Não Me Toque só duas, a catequese renovada e a juventude foram assumidas. A pastoral familiar não é assumida pelos casais e as CEBs sofrem de profunda rejeição devido a mentalidade capitalista que tacha tudo o que é novo movimento esquerdista. Nisto incluem a pastoral na periferia, jovens rurais, pastoral da terra, as CEBs e a catequese renovada. Outra chaga que faz a Paróquia sofrer e amarrar muito a caminhada é uma inimizade diabólica entre algumas famílias”.

No dia 1 de outubro de 1990, Frei Marcelo se retirou da Paróquia e foi assumir a Paróquia de Pouso Novo/RS, diocese de Santa Cruz.

Dia 2 de dezembro de 1990, o provincial dos franciscanos Frei Arno Reckziegel, deu posse ao novo pároco Frei Luis Brancher.

1993

Dom Urbano veio a Não Me Toque e deu posse ao novo pároco que é Frei Lino Kunz. Era a terceira vez como pároco. Isto foi dia 23 de maio de 1993.

De 21 à 25 de maio de 1993, Dom Urbano fez sua quarta visita pastoral à paróquia. Visitou diversas capelas. Ele anotou no livro tombo: “Consigno aqui algumas impressões que colhi da paróquia nesta visita: Matriz – a igreja matriz de Cristo Rei, de estilo neogótico é bem conservada, artística e acolhedora. Tem diretoria, conselho paroquial, movimentos de leigos, setores de pastoral e comunidades religiosas: freis franciscanos e irmãs de Nossa Senhora. Atuantes estas, nas comunidades da escola São José e do Hospital de caridade.

Capelas – todas tem conselho comunitário, ministros da eucaristia e sacrário, catequese, liturgia. Há bastante pluralismo religioso, com forte presença de protestantismo. Há bom relacionamento ecumênico, a ponto de haver até salão comunitário de propriedade conjunta das comunidades católica e evangélica”.

No dia 6 de junho de 1993, as irmãs celebram os 70 anos de atuação na paróquia e na escola São José e da sua vinda ao Brasil.

Em maio de 1993, veio Frei Osmar. Foi recebido com foguetes. E o povo esperava que ele fosse de novo pároco. Mas ficou somente até o fim de julho.

Em fins de julho veio Frei Miguel Becker que ajudou durante três semanas.

1994

Em janeiro de 1994, o ministro Provincial pediu a Frei Lino que continuasse em Não Me Toque. Ele não aceitou e pediu ao Provincial licença para ficar fora da paróquia por alguns meses. Através da Irmã Adelaide que está trabalhando no Acre, ficou sabendo que um missionário alemão gostaria de visitar seus parentes na Alemanha e Frei Lino se prontificou a substituir este missionário, assim, no começo de fevereiro lá se mandou para o Acre.

E Frei Isidro teve de fazer o papel de pároco sem ser nomeado. Mas Frei Gervásio Muttoni veio para ajudar. Ajudou bem, mas aproveitou a ocasião e fez na paróquia uma campanha em benefício dos seminários franciscanos. Conseguiu muitos sacos de farinha de trigo. Ficou até o fim de abril.

1995 - 1996

Dia 9 de fevereiro chegou aqui Frei Irineu Gassen, que sempre trabalhou com nossos estudantes nos colégios. A 11 de fevereiro de 1995, Dom Urbano deu-lhe posse como pároco, na presença da comunidade e do ministro provincial Frei Arno Rekziegel.

Em 2 de janeiro de 1996 a paróquia recebeu reforço quando Frei Antônio Mariani que veio como vigário.

1998

Em fevereiro de 1998, Frei Irineu organizou muito bem a catequese. No folheto paroquial Frei escreveu assim: “A catequese de nossa paróquia começou a ser organizada no mês de fevereiro de 1998 com as inscrições das crianças, reuniões das catequistas e encontro com os pais. Está em pleno andamento graças a disponibilidade das pessoas que aceitaram o convite de assumir a catequese”.

A catequese está assim organizada:

1ª etapa – Pré Eucaristia acontece na família onde os pais como primeiros catequistas, através dos encontros semanais, transmitem aos seus filhos os primeiros ensinamentos da vida e da fé.

2ª etapa – Primeira Eucaristia acontece em pequenos grupos, por proximidade, de forma de rodizio, nas famílias, acompanhados por um catequista com encontros semanais.

3ª etapa – Antiga Perseverança é o grupo que fez a sua Primeira Eucaristia no ano passado e reiniciará sua catequese em agosto próximo.

4ª etapa – Pré-Crisma receberão o sacramento da Crisma em junho deste ano, fazem encontros mensais, na comunidade e na matriz.

No sábado, dia 16 de maio de 1998, o Senhor Bispo Dom Urbano veio a Não Me Toque conferir o sacramento da ordem a Frei Mário Ataydes Barbosa. Houve uma semana de preparação, organizada por Frei Gastão Zart.  A 1º de maio de 1998, Frei Mário celebrou a primeira missa festiva na sua comunidade que São Sebastião de Linha Gramado.

A 28 de dezembro, Frei Antônio Mariani foi transferido para a Cidade de Rio Grande/RS.

Por esse tempo foi criado um novo bairro na Cidade, Bairro Arlindo Hermes. Frei Irineu arrumou ali uma casa para servir de Igreja com a esperança de no futuro conseguir um terreno para construir uma nova capela: capela Sagrada Família.

1999 - 2002

Em 30 de fevereiro de 1999, o provincial apresentou ao povo o novo vigário paroquial, Frei Orly Inácio Reidel. Quem presidiu a missa foi Dom Ercílio Simon, coadjutor de Passo Fundo.

Durante esse ano Frei Irineu começou a rezar missa no Bairro Martini, nas dependências de algumas casas. Futura capela dedicada a Santa Luzia.

O ano de 2001 começou com a posse do novo pároco Frei Orly que já era vigário. No fim da missa foi apresentado o novo vigário que era Frei Leonir Alves.

Depois de ter trabalhado muitos anos no Mato Grosso, chegou Frei Benício Warken para trabalhar em Não Me Toque como vigário. Era o dia 13 de dezembro de 2001 e ficou até janeiro de 2002. Daqui foi trabalhar em Rio Grande.

Dia 8 de março pela manhã chega de Pouso Novo/RS o novo pároco Frei Luís Brancher, que já trabalhou nesta paróquia nos anos de 1991 e 1992, quando em janeiro de 1993 foi transferido para a Paróquia Nossa Senhora do Rosário da Cidade de Horizontina/RS

Frei Evaldo Melz chegou a ser o novo vigário à 6 de fevereiro de 2002, em janeiro de 2004 foi pra Progresso/RS.

2003

No dia 18 de maio de 2003, aconteceu a celebração dos 80 anos do colégio São José, com Missa especial às 10:30hs na Igreja Matriz com a presença da Ministra Provincial das Irmãs Notre Dame, muitas irmãs, pais e aluno se fizeram presentes.

Dia 23 de agosto de 2003, Frei Izidro Bottega, voltando da missa do Hospital, foi atropelado por um motoqueiro, o frei quebrou a perna esquerda. Foi levado ao hospital imediatamente para ser atendido. Após o raio X, foi levado ao Hospital de Carazinho de ambulância para uma melhor avaliação média especialista e lá foi internado. O motoqueiro mesmo com o susto foi muito atencioso com o frei. Coisas que acontecem e fazem bem relembrar.

No dia 18 de dezembro de 2003, iniciaram as reformas do Salão Cristo Rei, o espaço interno será ampliado. A cozinha passará para a parte da frente do salão ao lado do palco e os banheiros para os fundos do salão. O telhado também foi modificado, e as sacadas internas também serão removidas.

2004

Dia 2 de fevereiro de 2004, chaga, trazido por um grupo de amigos, o mais novo vigário recém ordenado sacerdote na cidade natal de Mondaí/SC, Frei Vanderlei Feil. O mesmo agora ocupa o lugar de Frei Evaldo Melz.

Dia 8 de fevereiro de 2004, na presença do Bispo Diocesano, Ministro Provincial, Frei Vanderlei toma posse como novo vigário.

Aos 29 dias do mês de abril, Frei Izidro, mais conhecido como frei cadinho, celebrou seus 90 anos de vida,

Dia 12 de junho de 2004, aconteceu uma inauguração com benção da imagem de Santo Antônio no campo de futebol do Bairro Santo Antônio. A imagem foi doada pelo atual prefeito da época Armando Roos, e que também prometeu uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes, perto da Escola no Bairro Industrial. Armando Roos é evangélico.

Um grande momento para a Paróquia foi a chegada do Arcebispo Dom Aloísio Lorcheider para assessorar o curso para os leigos, isso aconteceu entre os dias 6 à 8 de agosto de 2004.

Dia 18 de dezembro de 2004, ao toque dos sinos da Igreja celebrou-se os 50 anos de emancipação de Não Me Toque, o ato aconteceu na praça central.

2005

No ano seguinte, 2005, a região foi castigada por uma grande estiagem, mas a chuva chegou no dia 13 de março. A seca provocou grandes prejuízos nas lavouras de seja e milho, pastagens, trigo, flores, muita poeira. Foi a maior seca dos últimos 60 anos.

Abril de 2005. Dia 2 morre o Papa João Paulo II. O Papa da Paz, Papa dos Jovens. O mesmo visitou 147 Países, só o Brasil visitou 3 vezes. O mundo chora pelo Papa.

Dia 8 de abril de 2005, funerais do Papa João Paulo II, a maior cobertura de toda a História feita por todos os meios de comunicação do mundo. Maior concentração de autoridades de muitos Países. O Papa marcou profundamente a humanidade. Foi o Papa mais popular e conhecido da História.

Dia 20 de setembro de 2005, chega para ajudar na Paróquia Frei Sérgio Diel, como sempre disposto e feliz a trabalhar.

Aos 11 dias do mês de novembro de 2005, via telefonema, o ministro provincial liga anunciando transferências. Frei Luís Brancher foi transferido para Vila Fão/RS e frei Vanderlei Feil assume como pároco. Frei Sérgio Diel foi transferido para Cidade de Taquari/RS. Como vigário paroquial vem novamente Frei Arno Heck

2006 - 2007

Dia 4 de julho de 2006, à Paróquia Cristo Rei acolhe Dom Ercílio Simon, para a visita pastoral, ficou até o dia 9 do mesmo mês. Visitou todas as comunidades da cidade e do interior.

Aos 11 dias do mês de novembro de 2006, grande festa dos 75 anos da Paróquia Cristo Rei. Com alvorada festiva, e pela manhã missa de ação de graças, um grande número de pessoas participaram.

Dia 26 de outubro de 2007, Frei João Inácio Müller, Ministro Provincial, visita a paróquia. Fez uma conversa fraterna com os freis.

2008

No ano de 2008, novas mudanças, chega novo pároco frei Leopoldo Frankoski, vigário frei Adriano Van Vugh e auxiliar de pastoral frei Mauro Brancher, o novo pároco toma posse na presença de Dom Ercílio Simon no dia 27 de janeiro de 2008.

Dia 28 de maio de 2008, frei Irineu Gassen que foi pároco aqui, foi nomeado Bispo da Diocese de Vacaria.

Dia 14 de junho de 2008, na missa das 18h, foi comemorado o aniversário de fundação da Conferência dos Vicentinos em nossa Paróquia.

2009

Aos 21 dias do mês de agosto de 2009, faleceu Frei Mauro Brancher no Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo, os atos fúnebres aconteceram na capela A da funerária Graeff, a comunidade lamentou que o corpo do padre não foi velado dentro da Igreja. Seu corpo foi sepultado no Convento São Boaventura em Daltro Filho.

2011
Papa João Paulo II foi beatificado.

Dia 1 de maio de 2011, Papa João Paulo II foi beatificado em Roma.

2011
Diocese para Arquidiocese de Passo Fundo

Aos 13 dias do mês de agosto de 2011, Papa Bento XVI elevou nossa Diocese à Arquidiocese. As dioceses que compõe a nossa Arquidiocese de Passo Fundo são: Erechim, Vacaria, Frederico Westphalen. Uma Missa foi presidida na Catedral por Dom Dadeus Grings, Arcebispo de Porto Alegre, que entregou o Pálio ao Arcebispo do Ercílio Simon e declarou instalada a Arquidiocese.

Dom Liro Vendelino Meurer, Bispo Auxiliar de Passo Fundo, fez visita pastoral nos dia 21 de agosto de 2011. Visitando, celebrando, crismando. Um momento abençoado para a Paróquia.

 

2012 - 2013
A Renúncia do Papa Bento XVI

Dia 7 de fevereiro de 2012, Frei Adriano foi transferido para Agudo/RS, chegou para ocupar seu lugar o diácono Frei Rodrigo André Cichowicz.

Chega o novo Arcebispo Dom Antônio Carlos Altieri. Isso aos 16 de setembro de 2012. Missa de acolhida foi celebrada às 15 horas em Passo Fundo.

Dia 28 de fevereiro de 2013, Papa Bento XVI surpreende o mundo, renunciando a função e o lugar de Papa. Infelizmente a idade e muitos outros sinais de fraqueza fizeram ele renunciar ao cargo. Mas aos 13 dias de março foi eleito novo Papa, o Argentino Jorge Mário Bergólio, Jesuíta de 76 anos de idade, escolheu com nome Papa Francisco I.

Dia 10 de junho, na Catedral de Passo Fundo, foi celebrada uma missa de despedida do Bispo Auxiliar Dom Liro Meurer, que assumirá como Bispo na Diocese de Santo Ângelo/RS.

Aos 22 dias do mês de dezembro de 2013, foi celebrada a missa de despedida de Frei Rodrigo, o mesmo foi transferido para Rio Grande/RS, em seu lugar vira Pe. Frei Laerte Luis Reis.

Aos 22 dias do mês de dezembro de 2013, foi celebrada a missa de despedida de Frei Rodrigo, o mesmo foi transferido para Rio Grande/RS, em seu lugar vira Pe. Frei Laerte Luis Reis.

2014

Chegou o dia de celebrar a acolhida do novo vigário paroquial Frei Laerte Reis, junto com a eucaristia que foi celebrada também a comunidade paroquial o acolheu, isso foi no dia 22 de fevereiro de 2014, às 10h da manhã na Igreja Cristo Rei.

Com alegria Frei Laerte Reis retomou o grupo dos coroinhas, que a muitos anos não existia mais, convites foram feitos nas missas e encontros de catequese, aos poucos o frei se encontrava na igreja com um pequeno grupo, mas com o passar do tempo já haviam 32 coroinhas que queria atuar nos serviços do altar. Motivados pela nova missão foram apadrinhados com roupas litúrgicas novas, foram comprados e muitas famílias ajudaram com os custos. Uma Missa solene aconteceu no dia 20 de setembro de 2014, com uma entrada triunfal na Igreja.

2016

Dia 24 de janeiro de 2016, a Arquidiocese recebe o novo Arcebispo Dom Rodolfo Luís Weber. E dia 26 de novembro veio a Não Me Toque celebrar o sacramento da Crisma. Dom Rodolfo era o Bispo mais novo do Brasil.

Enfim, frei Leopoldo foi transferido, e em seu lugar frei Laerte Reis foi nomeado pároco e seu vigário paroquial será Frei Geremaro Melz que nos anos de 1974 já trabalhou aqui

2017

Dia 15 de janeiro de 2017, toma posse o novo pároco Padre Frei Laerte Luis Reis, na presença do Arcebispo Dom Rodolfo Weber, Ministro provincial dos franciscanos Padre Frei Inácio Dellazari, mais onze padres e pastor luterano e evangélico.

Algo inédito aconteceu no dia 20 de maio 2017, o Pároco Frei Laerte Reis foi convidado a participar do 32º Sínodo da Igreja Luterana, algo nunca acontecido na história da Igreja Católica em Não Me Toque.

Aos 15 dias do mês de agosto, tivemos a presença do Arcebispo Dom Rodolfo Weber, que fez uma linda celebração instituindo 13 novos Ministros extraordinários da Sagrada Eucaristia.

Nos primeiros dias de setembro de 2017, o centro de pastoral da Paróquia ganhou novos ares, troca de telhado, pintura interna e externa, todas as cadeiras foram doadas a outras comunidades, o pároco Pe. Laerte Reis juntamente com o coordenador paroquial Alceu Schonz, derrubaram umas paredes internas e criaram um auditório no segundo andar do prédio, com disponibilidade para 280 pessoas sentadas, foram compradas 280 cadeiras universitárias novas, sistema de iluminação, data show, todo piso foi colocado carpete, quadros de vidros embutidos nos dois andares, um telão de 64 polegadas e uma tela de 2,80 x 3 para data show, um som de qualidade também foi comprado, tudo isso para oferecer melhor catequese e encontros diversos.

Aos poucos começou a motivação para reintroduzir o movimento dos jovens (CLJ) – Curso de Liderança Juvenil. O mesmo foi aceito com muito carinho e em questão de dias um grande grupo se formou, muitos deles já vindo de uma caminhada de catequese, violeiros e cantores. O grupo cresceu, ganharam seu respeito pela comunidade, ganharam um lindo espaço de reuniões e um oratório dentro do centro de pastoral.

Dia 12 de novembro de 2017, numa missa solene Padre Laerte apresentou a paróquia a nova Banda Musical Católica, com 8 integrantes, Vinícius Lima, Zalo Silva, Ronie Dengaten, Maicon, Jair e Gustavo da Silva, Beatriz Knob e Itamar da Silva. Deu muita repercussão positiva em toda a região, missas de natal e páscoa foram lindas.

Dia 19 de novembro de 2017 Dom Rodolfo volta a Não Me Toque e realiza a missa do Sacramento da Crisma, foram crismados 175 jovens, a missa teve que ser no salão de esportes, teve a presença de mais de 1500 pessoas.

2018

Para começar o ano de 2018, uma grande preocupação e dor de cabeça, muitos freis anteriores tentaram mas acabaram desistindo no caminho, ou seja, o espaço do cemitério católico está acabando, o que fazer? Começou a elaboração de ideias. Comprar um terreno fora da cidade? Gavetas horizontais e verticais?

O Pároco Pe. Laerte Reis sugeriu construir um Memorial, 6x6 e 2,80 de profundidade, na parte interna prateleiras com divisórias para colocar cuidadosamente e individualmente os restos mortais, acesso apenas para o pessoal que trabalha na funerária, espaço também deve oferecer lugar para quem desejar pôr as cinzas dos entes queridos. Após expressar sua ideia, a mesma foi aceita. O mesmo tomou a frente, enquanto ia sendo construído, juntamente com a secretária paroquial Loredana Schonhalz foram atrás da parte jurídica para assim demarcar todos os túmulos que estão em extremo abandono, todos que eram considerados abandonados receberam um adesivo e um número, para que no momento que o familiar visse, pudesse entrar em contato com a paróquia para legalizar a situação, foram feitas avisos em jornais, missas rádios, editais de comunicação em todos os meios de comunicação possíveis. Este processo deu-se a um tempo de dois anos, dos quais muitos vieram mas em torno de 360 não se apresentaram.

Estes mesmos serão todos exumados e colocados dentro do Memoria São José que foi inaugurado pelas benção do Arcebispo Dom Rodolfo Weber e diante de uma multidão de pessoas que participaram da Santa Missa, dia 2 de novembro de 2019.

Ares de superação e mais tranquilidade, os corpos exumados serão mais bem cuidados. Memorial recebeu o nome de Memorial São José, sugestão de quem fez o Memorial, Padre Laerte Reis a imagem de quase 1,50 de altura foi doada pela senhora Schwaab.

Dia 18 de janeiro de 2018, as lideranças da comunidade procuraram o Pároco Pe. Laerte para juntos trabalharem em prol da construção da futura Capela de Santa Luzia. O padre vendeu a comunidade que estava em ruínas de Colônia Saudades, e esse valor já entrou direto na conta da comunidade do Bairro Martini. Murros com esse dinheiro foram feitos, tubulação, luz e uma boa quantia em dinheiro na conta.

Formação e estudos foram oferecidos, novos ministros foram surgindo, novas lideranças, novos conselhos de comunidade. Incentivo aos jovens, cursos de música, retiros e outras capacitações.

Dia 1 de março de 2018, começa o curso de teologia em nossa Paróquia, 67 leigos inscritos. Um curso de 2 anos oferecidos pelo ITEPA (Instituto de Teologia de Passo Fundo).

No dia 10 de março uma grande Missa de abertura da catequese marcou nossa Paróquia, quase 500 crianças começa as 4 etapas da catequese. Missa foi maravilhosa animada pela banda Católica.

Primeira visita pastoral de Dom Rodolfo Luís Weber em nossa Paróquia, o mesmo aconteceu entre os dia 8 à 13 de maio de 2018. O mesmo se encontrou com lideranças, professores, autoridades municipais, jovens, coroinhas, catequistas, catequisandos, visitando quase todas as comunidades, doentes, fez batizados e em suas palavras no livro tombo na página 43 relata: “A visita pastoral permite ter uma boa visão da realidade paroquial. Senti um clima favorável para a evangelização no contato com as pessoas e a programação paroquial. Fidelidade e sintonia com o plano de pastoral da Arquidiocese e o esforço de resolver problemas existentes dinamizam a vida paroquial. Procurei em minhas reflexões, animar as comunidades para a missão evangelizadora. Não Me Toque e o mundo necessitam e desejam a Boa Nova do Evangelho. Invoco as bênçãos de Deus sobre os dois sacerdotes e toda a sua comunidade paroquial”.

No dia 22 de novembro de 2018 algo inédito também acontece na caminhada da Paróquia, o pároco Pe. Laerte Reis é homenageado pela Câmara dos Vereadores recebendo uma Moção de Louvor e reconhecimento como Cidadão Nãometoquense. O ato aconteceu no clube união na presença de todas as autoridades públicas locais

2019
A saída dos Franciscanos

Dia 6 de janeiro de 2019, começam enfim as obras do tão esperado Memoria São José.

 

A Igreja tem o dever de ser amigo da tecnologia, por isso no dia 31 de janeiro de 2019 fechamos um contrato com Matheus Menger e Douglas Ludwig, ambos da Cidade de São José do Inhacorá/RS que irão dirigir o novo site da Paróquia, algo bonito e criativo, onde as pessoas podem acessar agendas e acima de tudo se manter informados com a caminhada pastoral.

Muitas coisas bonitas foram acontecendo no caminhar da história de nossa paróquia, muito investimento na formação de leigos, esse foi o principal objetivo do jovem pároco e com isso no passar do tempo colheu bons frutos. Lideranças foram surgindo, pessoas engajadas em diversas frentes de pastoral, como o Padre Laerte sempre dizia: quando a pastoral vai bem a comunidade vai bem.

Até que em outubro de 2019, no Capítulo Geral dos Franciscanos no Convento São Boaventura de Daltro Filho, distrito da Cidade de Imigrante/RS, na presença de todos os freis da Província São Francisco de Assis, entrou em votação da saída dos freis e da entrega da paróquia Cristo Rei a Arquidiocese de Passo fundo. Foi feita uma votação, o atual Pároco juntamente com o Vigário, foram surpreendidos, pois foi quase unânime, 98% dos frades votaram a favor da entrega. Não tinha mais nada a fazer.

2020 A Pandemia fechou nossas igrejas.
O Ano em que o mundo parou.

Então, assim se fez. Dom Rodolfo Weber aceitou a paróquia e em carta deixou escrito: “Toda despedida causa tristeza. Como Arquidiocese de Passo Fundo lamentamos não poder mais contar com a presença e atuação pastoral dos franciscanos em nosso território. A pluralidade de dons e carismas é uma marca da tradição católica. É verdade que às vezes gera algum conflito, mas que menos prejudicial que a falta de dons e carismas. Continuamos de portas abertas se um dia quiserem e puderem retornar. Invoco as bênçãos de Deus, pela intercessão de Nossa Senhora Aparecida, nossa padroeira, sobre a grande família franciscana, especialmente a Província São Francisco de Assis, com sede em Porto Alegre/RS. E desejamos que esta obra maravilhosa iniciada por São Francisco de Assis continue a ser muito fecunda e se perdure na história”. Em Cristo – Passo Fundo, 17 de Janeiro de 2020.

Sendo assim o atual Pároco, Padre Laerte Reis, que estava bem inserido em toda a caminhada Arquidiocesana, em conversa com o Ministro Provincial Frei Marino Rhoden, pediu seu desligamento na congregação para assim poder ficar na Arquidiocese, não sendo mais Frei Franciscano e sim, apenas Padre Diocesano. Dom Rodolfo Weber aceitou o pedido do jovem padre e pediu que Padre Laerte Luis Reis permanecesse com a Paróquia Cristo Rei em Não Me Toque. O povo fez festa pois Padre Laerte tem se desempenhado muito positivamente na comunidade, seu entusiasmo e alegria de levar a Palavra de Deus incentiva todos.

Como a Paróquia não sendo mais dos franciscanos, no início de janeiro de 2020, o vigário paroquial Frei Geremaro Melz foi transferido para Progresso/RS, padre Laerte então permaneceu sozinho na Paróquia.

Quando foi querer começar com os trabalhos pastorais, exatamente no dia 22 de março coincidência com o aniversário do padre, teve sua última missa presencial e depois teve que fechar as portas por tempos indeterminados, ou seja, o mundo parou.

O mundo fui surpreendido por um vírus que surgiu na China até chegar ao Brasil. CORONA VÍRUS – Covid19.

Tudo parou, o mundo parou. Os microfones das igrejas foram substituídos por máscaras, a dor de transmitir que a partir de então tudo está cancelado, catequese, jovens, movimentos, secretarias fechadas, coroinhas, banda, missas no interior. Tudo o que você pensar, foi cancelado, e a dor de ter que se trancar dentro de casa para não ser contaminado e tentar sobreviver.

No dia 27 de março de 2020, algo inédito e triste aconteceu na Praça São Pedro em Roma, Papa Francisco, numa tarde escura e chuvosa, clama misericórdia a Deus pelo fim da pandemia. Deu a benção apostólica Urbi et Orbi.

2021

Medo, insegurança, mais de 400 mil mortes no Brasil e 3,07 milhões no mundo, isso até dia 23 de abril de 2021, pois a pandemia ainda não acabou.

Cenas de filmes. Até essa data em nossa Cidade 42 óbitos por causa deste maldito vírus. Crianças ficando órfãs pela morte de seus pais. Cena de filme.

Foram deixados de atender doentes, hospitais e lares. Em setembro de 2020, deu ares de esperança, voltamos a fazer agendas mas logo tivemos que interromper tudo novamente por causa da segunda onda da pandemia que chegou com tudo.

Mas não podemos deixar de levar a esperança as famílias, por isso as tecnologias nos ajudaram muito em poder entrar nas casas de nossos membros. Reuniões através de aplicativos, missas em forma de Drive-in, ou seja, de dentro dos veículos. Missa de finados foi realizada em frente da Igreja da Comunidade Cristo Rei. Tudo foi assim, mas movido pela força do Espírito Santo.

Após mais de um ano de pandemia, exatamente no dia 21 de abril de 2021, pela primeira vez em nossa Cidade não tivemos nenhum caso novo ou suspeita de corona vírus, nenhum hospitalizado. Dias depois surgiram novos casos mas com percentual bem mais inferior.

Que Deus tenha misericórdia de nós, não sabemos o que nos espera. Mas não perdemos a esperança em Nosso Senhor Jesus Cristo.

Padre Laerte Reis

Palavras do atual Pároco Padre Laerte Luis Reis – 2021

Escrevendo e resgatando momentos históricos de nossa querida Paróquia Cristo Rei, tentei ser o mais fiel possível em tudo aquilo que os padres antecessores relataram em todos os Livro Tombo que estão guardados aqui na casa Paroquial. Essa história verdadeira de luta e coragem não pode apenas ficar guardada em livros, deve sim chegar em mãos de tantos descendentes de valentes guerreiros que construíram essa história. A pandemia do novo corona vírus, também me proporcionou este tempo para dedicar-me ao mesmo. Espero que essa história continue por muitas décadas e séculos”.

Olá, podemos te ajudar?